• Sarah

Frango na churrasqueira

Atualizado: 3 de Abr de 2020

Esse frango na churrasqueira faz parte do #ProjetoSal, onde, uma vez por semana, faço uma receita da Samin Nosrat, do livro Sal, Gordura, Ácido, Calor.


Originalmente esse frango é o Frango de Esteira Rolante do livro. Mas essa receita não é algo muito especifico, é muito mais sobre a técnica usada pra fazer ele do que sobre o tempero em si.


Como estava fazendo a sugestão de cardápio para o verão, aproveitei pra fazer ele grelhado na churrasqueira. E valeu muito a pena!


Essa receita é:

- Muito fácil

- Crocante

- Macia

- Com apenas 2 ingredientes

- Simples e cheia de sabor

Como fazer frango na churrasqueira:


Ingredientes:

2 quilos de coxa e sobrecoxa SEM osso e COM pele

Sal a gosto


Como fazer frango na churrasqueira:

Salgue o frango com antecedência. Faça o fogo na churrasqueira e quanto estiver pronto, coloque os pedaços com a pele virada para baixo para grelhar, vire quando estiver dourado e crocante. O frango demora muito pra ficar pronto, então você precisa contar com esse tempo. O meu levou cerca de 40 minutos pra ficar no ponto que gostaria.


3 pequenos truques pra elevar o sabor do seu frango:


1 - Salgue com antecedência! Eu sei que nossa tradição churrasqueira diz que a carne se salga na hora, mas isso não é algo que vai ser bom de verdade para sua carne. Por isso, quando muita gente faz churrasco, acaba tendo que colocar uma quantidade muito grande de sal grosso, porque não dá tempo pro sal penetrar na carne e temperar de dentro pra fora. Talvez já tenha acontecido com você de comer um pedaço de carne de churrasco que estava extremamente salgado na pontinha mais externa e com um sabor insonso no centro. Isso acontece porque o sal não conseguiu penetrar na carne.


Além de deixar a carne temperada por igual, o sal é responsável por "amaciar" as proteínas. Ele tem um trabalho de deixar a carne mais suculenta e saborosa. Essa receita só tem dois ingredientes, então é importante salgar o frango com antecedência de pelo menos algumas horas para conseguir um resultado incrível. O ideal é salgar um dia antes. Normalmente eu salgo assim que acordo, e faço apenas na hora do jantar.


2 - O corte. Eu amo coxa e sobrecoxa, ela é suculenta e tem uma gordura que escorre naturalmente e aumenta o fogo, fazendo com que a carne pegue ainda mais sabor de defumado. A pele é importante pra esse processo também. Você pode não comer a pele depois, mas tente mante-lá na hora de fazer. Isso fará diferença no sabor 💛


3 - O tempo. Comece colocando o frango na grelha, com a pele para baixo. Queremos que essa pele receba bastante calor, para poder ficar dourada e crocante. Demora. Não tire antes de estar dourada e crocante, isso faz muita diferença. O melhor jeito é deixar lá e esquecer por um tempo, como acontece no fogão, quando selamos algo. Quanto mais a gente mexe, mais demora para ficar dourado.


Esse frango faz parte do cardápio Ceia de Verão.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo