• Sarah

Molho coringa de ervas

Atualizado: 3 de Abr de 2020

Essa receita de molho coringa de ervas faz parte do #ProjetoSal, onde, uma vez por semana, faço uma receita da Samin Nosrat.

Quando eu era pequena eu ficava olhando pra molheira de porcelana do jogo de cerâmica da minha bisavó e imaginando que era a mesma lâmpada que o Aladim achou o gênio. Até que minha vó explicou que aquilo era pra por molho, e eu fiquei incrédula. Como que era possível uma comida ter tanto molho assim ao ponto de precisar de um acessório? Logo já se vê que minha família não tem o costume de fazer molho pra acompanhar salada ou qualquer coisa. Pra mim molho sempre foi uma comida misteriosa. Eu ia nos restaurantes e ficava pensando como era possível alguém fazer aquilo, o que estava por trás daquele líquido precioso? Comecei minha busca por várias receitas e nenhuma ficava em um nível satisfatório



Então, quando vi no livro da Sal, Ácido, Gordura e Calor, uma parte dedicada APENAS para os molhos, foi tipo o céu se abrindo. Agora finalmente eu iria poder saber as melhores técnicas para fazer um molho perfeito pra acompanhar absolutamente tudo


E o primeiro molho que escolhi fazer foi um coringa que usei pra acompanhar um risoto de camarão. Tenho que dizer que superou todas as minhas expectativas! Foi extremamente rápido e fácil fazer e elevou o prato para um outro nível. Ele tem tons ácidos, o que ajuda a dar uma vida pro risoto, que é pesado em carboidratos.


Como fazer um molho coringa de ervas

3 colheres de cebola branca picada em cubos pequenos. A cebola deve ficar de molho no vinagre de vinho branco e deve ser peneirada antes de misturar com os outros ingredientes. O vinagre que sobra é eliminado 1/4 de xícara de salsinha 1/4 de xícara de azeite Sal Um punhado de castanha de caju quebrada grosseiramente e torrada


Agora é só misturar tudo, acertar o sal se precisar e ta prontinho!




14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo